Loading...

Por que ter uma controladoria é importante em startups?

Por que ter uma controladoria é importante em startups?

Por que ter uma controladoria é importante em startups?

Por que ter uma controladoria é importante em startups?

Antes de mais nada, este artigo busca responder a seguinte questão: Por que ter uma controladoria é importante em startups?

Assim, precisamos explorar e compreender alguns dos principais conceitos da controladoria:

  • O que é controladoria?
  • Quais são as funções da controladoria?
  • Como é estruturada?
  • O que o Controller faz?

Dessa forma, a importância da controladoria em startups poderá ser absorvida de forma mais didática. 

O que é controladoria?

Primeiramene, a controladoria é um setor, órgão, departamento ou mesmo um conjunto de fundamentos e conceitos da contabilidade e da administração aplicados na gestão de uma organização, sendo responsável oficial pelo controle orçamentário.

Com isso, as principais fontes dos conhecimentos e conceitos da controladoria são a contabilidade e a administração; a matemática é a ferramenta para análise; e o direito tributário dá as orientações gerais a partir da legislação.

Resumindo o que é controladoria:

  • Entidade responsável pelo controle orçamentário e administrativo de uma organização;
  • Se apropria de conceitos da contabilidade, administração e direito tributário.

Quais são as funções da controladoria?

Indo além, as principais funções da controladoria são desde a elaboração da metodologia e sistemas de controle, até o desenvolvimento das atividades operacionais. Sendo que, tais funções sempre estarão visando a otimização do desempenho da organização em questão.

Assim, a controladoria foca em consolidar os números em padrões de análise e verificar a qualidade de forma alinhada com o planejamento estratégico e orçamentário de uma organização. Nesse sentido, ela dá bases para as tomadas de decisão dos gestores.

Funções da controladoria:

  • Controle Contábil e de Custos;
  • Apoio ao Planejamento Estratégico;
  • Estruturação Organizada de Atividades e Processos;
  • Avaliação da Eficiência dos Projetos;
  • Geração, fornecimento, manutenção e interpretação de informações operacionais, financeiras e contábeis;
  • Desenvolvimento de políticas e procedimentos contábeis e de controle;
  • Entre outras.

Finalmente, essas funções podem variar dependendo do modelo de negócio da organização e do seu atual estágio de desenvolvimento.

Com isso, para desempenhar bem suas funções, a controladoria necessita da participação de todas as áreas da empresa. Dessa forma ela: organiza, coordena e fiscaliza todas as informações relacionadas à gestão econômica, propagando o conhecimento para os gestores e colaboradores.

Como a controladoria é estruturada?

Mas como a controladoria é estruturada? Primeiramente, a forma como é feita a estruturação da controladoria em uma organização é determinante para a sua eficiência, e pode acontecer de diferentes formas. Assim, o que definirá a melhor estrutura são os objetivos da organização e seu modelo de negócio.

Finalmente, estas são as estruturas da controladoria nas organizações:

  • Como assessoria para a presidência, onde não assume poder de decisão, mas dá apoio e exerce influência para as decisões. (Figura 1)

Por que ter uma controladoria é importante em startups?

Figura 1

  • Como autoridade da alta administração, onde tem poder de decisão direta. (Figura 2)

Por que ter uma controladoria é importante em startups?

Figura 2

  • Como subordinada da área financeira, onde assume funções mais relacionadas à contabilidade. Nessa posição seu poder de decisão é restrito. (Figura 3)

Por que ter uma controladoria é importante em startups?

Figura 3

Em relação ao desempenho das funções dentro da estrutura da controladoria, é possível que sejam priorizadas aquelas que se adequam ao momento atual da organização. Sendo que, ao passo que a organização toma corpo, outras funções são implementadas conforme a necessidade.

O que o Controller faz?

Finalmente, falando sobre profissional responsável pela controladoria, que  é conhecido como Controller, e este cargo pode ser desempenhado internamente ou realizado por uma empresa terceirizada. Assim, o ideal é que esse trabalho seja realizado por um especialista que domine as seguintes áreas de conhecimento:

  • Contabilidade;
  • Administração;
  • Economia;
  • Estatística;
  • Direito;
  • Matemática.

Assim, dependendo da estrutura da controladoria dentro da empresa, como vimos anteriormente, o controller pode responder diretamente à presidência da organização. Nesse sentido, é possível dizer que o controller é um cargo de muita responsabilidade e pode mudar os rumos de uma empresa.

A dinâmica das startups

Indo além, os empreendedores de startup têm o intuito de encontrar o melhor modelo de negócio. Que possa ser replicado e que possibilite o crescimento escalável, capaz de atender vários clientes de uma vez, normalmente com uso intenso de tecnologia. Assim, os modelos de negócios das startups são temporárias pois o objetivo é se transformar em uma grande empresa, ou então que falhe logo para que os empreendedores não percam possíveis oportunidades de mercado. 

Nesse sentido, é compreensível que as competências essenciais que um startup procura desenvolver inicialmente são as habilidades de venda e de desenvolvimento de produto. Porém, as principais dificuldades que startups enfrentam são as tomadas de decisão e gerenciamento.

Dentro desse contexto de incerteza, investir na controladoria pode ser uma forma interessante para apoiar a gestão estratégica e o controle do orçamento da startup.

Por que ter uma controladoria é importante em startups?

A controladoria se tornou importante para as startups visto que essas organizações necessitam de uma gestão ágil e eficiente, sem muitas margens para erro. Assim, a controladoria utiliza informações valiosas para embasar as decisões dos empreendedores para que essas sejam mais assertivas. 

Além disso, a controladoria se torna uma fonte de dados confiáveis e seguros que podem ajudar a direcionar decisões todas as áreas da startup para um direção correta a fim de otimizar os processos e consequentemente os resultados.

 

Terceirização da controladoria em startups

Vimos que as funções da controladoria precisam ser desempenhadas por um profissional de altíssimo nível, e que suas atividades fazem a diferença na tomada de decisão e resultados da startup. Logo, pode-se dizer que contratar um funcionário interno para desempenhar tais funções pode significar custos elevados para a folha de pagamentos da startup.

A terceirização da controladoria se torna interessante pois, além de custar menos que contratar, as equipes internas de startups idealmente são enxutas para evitar gastos desnecessários e precisam estar focadas no core business do negócio.

Outra vantagem da terceirização é contar com especialistas parceiros, capazes de atender todas as demandas da startup.

Considerações Finais

Por fim, é importante se atentar à controladoria em startups, pois uma controladoria bem desempenhada serve de fonte de informações confiáveis, capaz de guiar a startup à seus objetivos e metas.

Com isso, para que sua empresa tenha uma controladoria estruturada, é importante que você encontre um bom fornecedor, que tenha um relacionamento ganha-ganha para que ambos tenham vantagens competitivas no mercado. Assim, através dessa parceria ambos podem focar em suas atividade principal e melhorar os resultados. Por fim, nós da Cognitio podemos te ajudar entre em contato conosco pelo telefone (11) 3042-8522 e aplique agora o BPO Financeiro com processos de muita qualidade baseados em um bom relacionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
 
 

× Quer tirar alguma dúvida? Fale conosco