Loading...

10 Dicas práticas para otimizar as finanças de startups

10 Dicas práticas para otimizar as finanças de startups

Apertem os cintos, a startup vai decolar.

De antemão, o propósito de uma startup é ser um negócio escalável que cresce mais rápido que empresas tradicionais de forma eficiente. Nesse sentido, é importante se atentar a todos os possíveis problemas que possam surgir no seu processo de crescimento. É preciso pensar grande desde o início! Esse artigo traz dicas práticas de como otimizar as finanças de startups para que esteja tudo pronto para decolar.

10 dicas práticas para otimizar as finanças de startups

Com isso, trago algumas reflexões importantes antes de continuar:

A princípio, os processos financeiros da empresa estão prontos para um possível aumento exponencial das vendas? A equipe está preparada para dar conta da demanda? O fluxo de caixa está organizado e controlado? Como tudo será registrado?  Se a resposta for não, sem problemas, vamos descobrir como trabalhar para melhorar esses aspectos à seguir.

Assim, podemos dizer que a chave para o sucesso para otimizar as finanças de startups é ter uma gestão financeira bem estruturada, planejada, automatizada e profissional.

Gestão financeira: a chave para otimizar as finanças de startups

Primeiramente, a gestão financeira é um conjunto de técnicas e procedimentos aplicados para planejar, executar e analisar aspectos financeiros de uma empresa ou mesmo da vida financeira pessoal.

Por isso, podemos boa gestão financeira vai muito além de registrar e controlar as entradas e saídas do dinheiro, é necessário planejar as finanças de forma estratégica com objetivo de tornar os custos mais eficientes para aumentar a lucratividade.

Além disso, os processos da gestão financeira facilitam enxergar a empresa de forma mais minuciosa, permitindo diagnosticar quais pontos da operação estão com baixo desempenho para serem aprimorados.

Por que é tão importante se atentar à gestão financeira para otimizar as finanças de startups?

Introdutoriamente, gestão financeir não é importante apenas nas startups, mas em qualquer organização. Assim, a gestão financeira merece ser tratada como prioritária. Porém, as startups precisam lucrar o mais rápido possível e possuem modelos de negócios que incluem aspectos diferentes de empresas tradicionais.

Nesse sentido, as principais diferenças são a escalabilidade e um modelo disruptivo, que impactam em como a gestão financeira deve ser elaborada.

Listamos abaixo alguns motivos para otimizar as finanças de startups:

  • Aumenta vantagem competitiva
  • Maiores chances de captação de recursos
  • Diminui desperdícios
  • Investimentos mais inteligentes

Como otimizar as finanças de startups

A seguir estão as principais dicas para que uma startup estruture a gestão financeira com sucesso e otimize as finanças da organização.

  1. Organização e Planejamento
  2. Controle do Fluxo de Caixa
  3. Custos Fixos vs Custos Variáveis
  4. Compras e Vendas Parceladas
  5. Capital de Giro
  6. Separar Contas Pessoais das Contas da Startup
  7. Substituir Trabalhos Manuais por Tecnologia
  8. Padronizar Processos Financeiros
  9. Indicadores Financeiros
  10. Prever Cenários

1. Organização e Planejamento

otimizar as finanças de startups

Antes de mais nada, é importante que a base do negócio da startup esteja bem organizada e planejada para poder inovar.

Dessa forma, será possível entender em qual estágio a organização se encontra e as possíveis tomadas de decisão serão mais embasadas e por consequência com menos chance de erros.

Concluindo, organize as informações financeiras de forma acessível e clara, registre todas os gastos, receitas e datas de vencimento.

2. Controle de Fluxo de Caixa como forma de otimizar as finanças de startups

otimizar as finanças de startups

De maneira geral, o fluxo de caixa da startup significa supervisionar todas as entradas e saídas de dinheiro do caixa da startup. 

Assim, essa prática permite identificar quais são as despesas mais significativas e quais as fontes mais rentáveis do negócio. Ainda é possível realizar previsões de cenários futuros e planejar investimentos com essa ferramenta. 

Por fim, potênciais investidores podem solicitar essa ferramenta de gestão durante a negociação de aporte de recursos, tenha ela sempre atualizada.

3. Custos fixos vs. Custos variáveis

otimizar as finanças de startups

É importante rastrear quais custos a startup irá pagar todos os meses e quais são os custos variáveis que podem estar relacionados às vendas. 

  • Primeiro: custos fixos são aqueles que não se alteram, independente da produção, por exemplo: aluguel, telefonia, limpeza. 
  • Segundo: custos variáveis são os atrelados à produção, portanto sofrem alteração dependendo do volume da produção. Para uma startup é importante que os custos variáveis não aumentem proporcionalmente com produção, dessa forma ela poderá se tornar escalável e lucrativa.

4. Compras e vendas parceladas

otimizar as finanças de startups

Outro aspecto importante é a relação das compras e vendas parceladas. É preciso encontrar um equilíbrio entre os recebimentos e pagamentos para que a startup tenha sua saúde financeira preservada. 

O fluxo de caixa permite avaliar essa relação, o ideal é que as parcelas de compras sejam compatíveis com o faturamento da startup e que as vendas parceladas possibilitem pagar os custos relacionados à essas vendas.

Imagine que uma startup pague todos os custos de produção à vista e venda sempre parcelado para seus clientes. Nesse caso irá surgir um buraco entre o pagamento e o recebimento.

5. Capital de giro para otimizar as finanças de startups

otimizar as finanças de startups

Entender o conceito de capital de giro e aplicar na startup é fundamental para o sucesso da gestão financeira.

Capital de giro é o quanto de dinheiro a organização precisa para funcionar, esse capital pode ser próprio, provindo de  alguma reserva, ou capital de terceiros que normalmente possuem taxas e juros. 

Ter capital de giro pode ser a salvação da empresa em momentos de crise e de diminuição do faturamento.

6. Separar contas pessoais das contas da startup

otimizar as finanças de startups

Uma prática errada e muito comum de empreendedores é misturar as próprias contas de casa com as contas da organização. 

Quando isso ocorre fica muito mais difícil realizar análises financeiras da real situação da startup por conta de informações distorcidas. 

Além de que essa prática pode configurar a desconsideração da pessoa jurídica e o sócio precisar utilizar patrimônio pessoal para pagar dívidas.

7. Substituir trabalhos manuais por tecnologia

otimizar as finanças de startups

Não confie tanto na sua memória ou em anotações no papel, prefira digitalizar as informações para que nada seja perdido ou interpretado de forma errada. 

Processos manuais na maioria das vezes tomam mais tempo e podem tirar o foco de questões mais importantes do negócio.

Ainda mais, entendendo que as startups precisam ser escaláveis, o ideal é que os processos permitam essa escala. Aposte na tecnologia.

8. Padronização dos processos financeiros

otimizar as finanças de startups

Ao padronizar os processos financeiros possíveis, a segurança e a exatidão dos dados aumenta significativamente. 

Padronize todos os processos que puder e mantenha uma cultura de manutenção do padrão.

9. Indicadores Financeiros

otimizar as finanças de startups

Utilizar indicadores financeiros é uma das melhores formas para avaliar o desempenho financeiro de uma startup. 

Entenda quais indicadores são mais apropriados para medir o seu negócio e considere o planejamento estratégico para tirar as conclusões.

Veja nesse outro artigo onde abordamos os principais Indicadores e Índices financeiros.

10. Prever Cenários

otimizar as finanças de startups

E se você pudesse saber o que vai acontecer no futuro? Com certeza seria de muita utilidade para os negócios da sua startup.

Utilize os indicadores financeiros juntamente com o controle do fluxo de caixa para prever possíveis cenários. Dessa forma é possível evitar surpresas desagradáveis no caminho e planejar investimentos.

BPO Financeiro para otimizar as finanças de startups

Nesse artigo citamos algumas dicas práticas para otimizar as finanças de startups, porém existem muitos outros aspectos a serem explorados, e cada caso é um caso.

Nesse sentido, o ideal é que a startup conte com profissionais competentes e com experiência em finanças para desenvolver as tarefas da gestão financeira para cada caso em específico.

Finalmente, o BPO Financeiro (terceirização dos serviços financeiros) é uma prática que vem se tornando muito comum por startups por conta de suas vantagens: 

  • Delegação de Tarefas que não fazem parte do core-business:
  • Compartilhar Responsabilidades Com um Bom Parceiro;
  • Descobrir Novas Possibilidades;
  • Aumentar o Seu Networking;
  • Realizar Atividades Financeiras Específicas.

Considerações finais sobre como otimizar as finanças de startups

Por fim, é importante realizar a otimização financeira em startups para que ela decole e não tenha problemas durante o vôo.

Assim sendo, para que sua empresa tenha sucesso na gestão financeira é importante que você encontre um bom fornecedor, que tenha um relacionamento ganha-ganha para que ambos tenham vantagens competitivas no mercado. Com isso, através dessa parceria ambos podem focar em suas atividade principal e melhorar os resultados. Nós da Cognitio podemos te ajudar entre em contato conosco pelo telefone (11) 3042-8522 e aplique agora o BPO Financeiro com processos de muita qualidade baseados em um bom relacionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
 
 

× Quer tirar alguma dúvida? Fale conosco